Viajar é sempre uma boa pedida: descansar a cabeça, conhecer coisas e lugares novos, fazer novos amigos, entre outros. Para que tudo dê certo, é muito importante se planejar, ver o local onde você irá se hospedar, as principais atrações da cidade, os melhores restaurantes. Mas, para os hipoglicêmicos, não são essas as questões mais importantes na hora de planejar uma viagem.

A possibilidade de sair da rotina já estabelecida de alimentação, a qual diminui ou evita por completo as quedas de glicose, são um pesadelo. Imaginar-se perdendo horas importantes de um passeio ou, até mesmo, causando trabalho aos amigos e parentes que viajarão com você, por conta de uma queda de glicose, é um dos principais pontos a se questionar na hora de marcar uma viagem. Mas é possível descansar e relaxar em um passeio sem ter o medo de sofrer com as temidas quedas de glicose.

Exemplo de lanche fácil de levar para qualquer lugar.

Exemplo de lanche fácil de levar para qualquer lugar.

Entre os principais pontos a ser pensado, são os lanches que você fará durante a viagem. A maioria dos hipoglicêmicos segue a dieta de se alimentar com menos espaço de tempo. Como vimos em outro post, a alimentação em duas e duas horas, ou em três e três horas (dependendo do que o médico e o nutricionista aconselharem) ajuda a diminuir a incidência de quedas de glicose, especialmente quando forem consumidos alimentos ricos em fibras e carboidratos complexos.

Como a viagem é uma fuga da rotina, muitas pessoas acreditam que seria difícil conciliar a alimentação correta com a viagem, mas é possível manter-se são (corpo e mente – afinal, cada queda de glicose é um problema também para a mente) durante a viagem.

Para começar, não se esqueça dos seus biscoitos e frutas. Esses normalmente são consumidos nos intervalos entre as refeições grandes. Eles que “seguraram a barra” nos passeios, especialmente longe de restaurantes e lanchonetes.

Para as principais refeições do dia, como café da manhã e almoço, procure locais que sirvam

Exemplo de almoço.

Exemplo de almoço em restaurante 

alimentos mais saudáveis. Mas, por incrível que pareça, até em “fast food” é possível descobrir possibilidades. Lanches com pão integral já são parte da maioria dos cardápios de grandes redes de “fast food”. MacDonalds e Bob’s já possuem esse tipo de lanche. A proteína da carne ajuda a diminuir os picos de insulina, porque é transformada em glicose lentamente. Além disso, as saladas são uma possibilidade para a hora do almoço. Claro, não dá para viver de “fast food”, afinal a carne tem mais sal que o normal, sem falar da gordura e dos conservantes. Contudo, uma vez ou outra é possível.

Restaurantes ao estilo “self service” também são excelentes para os hipoglicêmicos. A maioria deles possui várias possibilidades de salada e carnes. Mesmo que você esteja acostumado a sempre se alimentar com arroz integral e feijão, a salada com uma carne já irá evitar as quedas de glicose. Opte por um prato bem colorido, e não deixe de colocar alface, que é rica em fibras e diminui os picos de insulina no sangue.

Iogurte desnatado, adoçado com adoçante e frutas. Lanche encontrado em algumas lanchonetes especializadas.

Iogurte desnatado, adoçado com adoçante e frutas. Lanche encontrado em algumas lanchonetes especializadas.

Entre as várias recomendações que podemos fazer, a principal é se alimentar com pequenos espaços de tempo. Isso irá ajudar muito na sua viagem e diminuir as possíveis ocorrências de crises de hipoglicemia. Então, o lanche é importantíssimo para o passeio.

Como os alimentos saudáveis estão em alta, assim como a vida saudável, não é muito difícil achar sanduíches naturais, estes feitos com pão integral e recheados com salada e carnes magras. Isso, com um bom suco natural sem açúcar, ajuda a manter o nível de glicose no sangue bem estabelecido.

Alimente-se bem e, principalmente, beba bastante líquido. Os hipoglicêmicos têm a tendência a se desidratar com mais facilidade. A baixa de açúcar no sangue pode modificar o metabolismo também dos minerais no organismo, assim causando desidratações.

Anúncios